Dois anos após Fukushima, Japão inaugura sua maior usina solar

Megausina Kagoshima Nanatsujima foi construída no extremo sul da ilha dentro de um programa de estímulo do governo à alternativa de energia renovável.

Usina abastecerá 22 mil casas.

Se tudo na vida pode ser encarado de forma positiva, o Japão está dando uma grande lição sobre esse assunto. Dois anos após sofrer o segundo pior acidente nuclear da história, o país acaba de inaugurar sua maior usina solar, capaz de abastecer 22 mil casas.

A megausina Kagoshima Nanatsujima localiza-se no extremo sul do Japão e foi construída pela empresa de eletrônicos Kyocera, dentro da política de “tarifa de energia”, instituída pelo governo no país em 2012.

De acordo com essa política, o governo subsidia o alto custo da energia solar, oferecendo pagamentos aos proprietários das usinas para compensar parte dessas despesas. Paralelamente, os consumidores também são incentivados a optar pela energia solar em detrimento de outras fontes.

Fonte: asboasnovas.com - Publicado em 4/12/2013

Exibições: 103

Comentar

Você precisa ser um membro de Articulação Antinuclear Brasileira para adicionar comentários!

Entrar em Articulação Antinuclear Brasileira

Fazemos parte da Frente por uma Nova Política Energética

Acesse!

Site      Facebook    Twitter

© 2018   Criado por Articulação Antinuclear BR.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço