Campanha Nacional pela Produção e Uso da Energia Solar Descentralizada

Nós integramos a Campanha Nacional pela Produção e Uso da Energia Solar Descentralizada

Nós que fazemos a Articulação Anti Nuclear Brasileira (AAB), composta por representantes de movimentos sociais e populares, igrejas, de ONGs, acadêmicos, indivíduos, apoiamos e nos somamos a Campanha Nacional pela Produção e Uso da Energia Solar Descentralizada, em cada casa, prédio público, hospitais, escolas, empresas, prédios comerciais e residenciais. Esta Campanha de mobilização nacional foi iniciada pelo Fórum de Mudanças Climáticas e Justiça Social, onde você membro ou simpatizante da AAB poderá obter maiores informações:

FÓRUM MUDANÇAS CLIMÁTICAS E JUSTIÇA SOCIAL

SGAN 905, Conjunto B, Sala 03
70790-050 - Brasília - DF
e-mail: fclimaticas@gmail.com - site: www.fmclimaticas.org.br

A Resolução Normativa no 482 da Agencia Nacional de Energia Elétrica, de 17 de abril de 2012 (http://www.aneel.gov.br/cedoc/ren2012482.pdf), estabelece as condições gerais para o acesso de micro geração e mini geração distribuída aos sistemas de distribuição de energia elétrica, e o sistema de compensação de energia elétrica, o que significa que as distribuidoras estaduais deverão também aceitar que o produtor de energia conecte a energia gerada na rede elétrica, e seja favorecido na fatura de energia.

Segundo a Resolução da Aneel, as distribuidoras precisam adequar seus sistemas comerciais e técnicos em até 240 dias, contados a partir da publicação da resolução, que ocorreu em 19 de abril deste ano. Sendo assim, o prazo se esgotará no final de dezembro.

A AAB se incorpora a esta iniciativa e exige que o governo federal, reforçado pelos estaduais e municipais, crie um programa de incentivo e financie, até a fundo perdido, se necessário, a compra de componentes e a instalação da micro geração de energia solar em todo o país. E que financie também a pesquisa e a indústria nacional de componentes, evitando dar lucro a empresas estrangeiras e aumentar a dependência nacional. Exige-se também que as distribuidoras paguem, periodicamente, a energia que não foi usada pelo micro e mini produtor.

Conclamams a tod@s que divulguem esta Campanha.

Comentar

Você precisa ser um membro de Articulação Antinuclear Brasileira para adicionar comentários!

Entrar em Articulação Antinuclear Brasileira

Fazemos parte da Frente por uma Nova Política Energética

Acesse!

Site      Facebook    Twitter

© 2017   Criado por Articulação Antinuclear BR.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço